Loading...

Advento: Tempo de Perdão e Reconciliação


“Perdoai-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo.” Efésios 4, 32b

Na Renovação, eu aprendi, ainda no início da caminhada, que ao aceitar Jesus como Senhor da minha vida, começava com Ele uma vida nova que me conduziria por novos caminhos que eu deveria trilhar se quisesse andar com Ele.

Uma das características desse caminho, me diziam, era o da prática constante, diária, do perdão. Assim me ensinaram no Grupo de Oração: “Não vá deitar com ressentimento no coração. Peça para o Espírito Santo ajudá-la a perdoar. Não guarde rancor”, e citavam a passagem em Efésios 4, 26-27. A Palavra diz: “Não se ponha o sol sobre vosso ressentimento”. Isto é, “não deixe para amanhã o perdão que você precisa dar hoje”.

Se por acaso, ao longo do ano, eu ou qualquer outra pessoa do Grupo de Oração tivéssemos nos descuidado, tivéssemos permitido que se instalasse no nosso coração o rancor, a mágoa, o ressentimento, se tivesse acontecido algum problema de relacionamento, se tivéssemos perdão para dar ou para pedir, então tínhamos que consertar isso antes do Natal. O período do Advento é a época de arrumar e limpar o ‘coração’, a fim de deixá-lo preparado para receber o Menino Jesus.

Lembro de muitos testemunhos lindos sobre perdão e reconciliação. Um deles, que recordo agora, é o de um irmão de comunidade que foi injustamente julgado e ofendido por uma pessoa. O Advento chegou e ele pensou: “Não posso continuar com esse problema de relacionamento e com todo o constrangimento que traz cada vez que me encontro com essa pessoa. O cristão deve poder olhar todos nos olhos e é também aquele que dá o primeiro passo. Não importa se sou culpado ou não. Vou procurar a pessoa que me ofendeu e pedir perdão”. Assim ele fez. Foi até a loja onde a outra pessoa trabalhava e lhe disse: “Sei que você está ressentida comigo. Eu vim lhe pedir perdão se fiz alguma coisa que fizesse você se sentir assim. Com toda sinceridade, eu lhe peço perdão”. A outra pessoa, desarmada, lhe disse: “Eu também lhe peço perdão”. Assim eles se reconciliaram e o meu irmão de comunidade testemunhava o peso que lhe saiu do coração e a paz e alegria que se instalaram dentro dele. Com certeza a mesma paz e alegria tomaram conta da outra pessoa também. Creio que quando o nosso desejo de andar retamente diante do Senhor é sincero, nos é dada uma graça especial que nos ajuda a consertar o que está errado em nossa vida.

A moção para este período do Advento é de procurarmos o perdão e a reconciliação com todos. Façamos isso por amor ao Senhor, para prepararmos lugar para Ele em nosso coração. Com certeza, receberemos uma graça especial que vai libertar a nós e aos outros e, no dia de Natal, seremos contados entre os homens de boa vontade, aqueles que recebem a paz que vem do Salvador: “Glória a Deus no mais alto dos céus e na terra paz aos homens de boa vontade.” (Lc 2, 14). Texto extraído do site oficial da RCC - Renovação Carismática Católica.

0 comentários: